(11) 5591-3000 [email protected]
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Marketing – Uma questão de atitude?

23 de maio de 2015
Marketing - Uma questão de atitude?

Muitas vezes, tenho me deparado com rios de dinheiro investidos no tal Marketing, pois, afinal de contas, é o “jeito moderno” de encarar o mercado e entender esse cliente que mudou tanto e vai continuar mudando sem parar.

Todos os empresários, principalmente os do varejo, enchem a boca quando dizem que se preocupam em “fazer marketing” e, lamento, é exatamente aí que me surpreendo, para não dizer me assusto.

Será que gosto do meu cliente? Será que sei, efetivamente, quem é meu cliente? Sei do que ele realmente precisa?

Como, então, “fazer marketing”, se desconhecemos tudo isso? Como justificar tantos investimentos sem retorno, para depois, quando a propaganda não ajudar a vender, culparmos os “marketeiros de plantão”, que oferecem soluções caras para resultados que não acontecem?

É muito comum ouvirmos hoje que as empresas têm alma… E traduzindo para nossa linguagem cotidiana, nosso negócio deve ter um clima favorável, uma aura, um ambiente propício, algo mágico que faça o cliente se sentir bem. Tem dúvida sobre isso? Experimente.

Você já percebeu que mais compra do que alguém lhe vende quando você é o consumidor e tenta buscar algo? E este é exatamente o grande problema: as pessoas não estão preparadas para atender e, assim, dar continuidade a qualquer ação mercadológica de sucesso. Claro que essa consciência já melhorou bastante e até já existem estabelecimentos comerciais que permanecem abertos no horário de almoço! Mas faltando 10 minutos para o final do expediente, como num passe de mágica, duas atitudes tomam conta de quem atende: ou o cliente é bombardeado com olhar fulminante de “acabou seu tempo” ou uma grande sensação de alívio invade o local, porque não vai chegar mais ninguém.

E sabe por que não chega? Provavelmente porque foi procurar outro local de melhor atendimento! O do seu concorrente que, para seu azar, já aprendeu a lição…

E funcionar nos finais de semana? Ih, nem pensar! Isso é impossível e não dá certo! Sabe o que está errado? Precisamos nos conscientizar de que o tempo é do cliente e ele é quem manda nesse jogo. Falta acreditarmos que, com a escassez do dinheiro e a absurda quantidade de ofertas, precisamos aprender a atrair o cliente para o nosso negócio. Isso começa pelas pessoas e não há campanha publicitária ou qualquer outra ação de Marketing que resista à falta de prazer no atendimento, informação, cortesia, boa vontade, atenção, humor e dedicação total ao cliente; aliás, Sua Majestade, o Cliente!

Estou certo de que temos medo do cliente, pois ele vai perguntar coisas que não estamos preparados para responder. As lojas já ganharam novo layout, foram ampliadas e modernizadas, mas muitas vezes caminho por elas um longo tempo até que alguém perceba a minha presença e me aborde. Viu como estamos melhorando? Já sabemos até distinguir cliente de um outro qualquer. Mas e o medo dele?

O mundo dos negócios já deu suficientes sinais de que está mais do que na hora de reconsiderarmos valores antigos e repensarmos nossa “postura” diante do negócio.

Só assim dá para falar em Marketing que, antes de ser ciência, é uma estratégia relacionada à atitude, comportamento diferenciado, clima e ambiente propícios para seduzir e atrair o cliente para nós.

As ferramentas que farão parte dessa estratégia podem ser apenas um mero detalhe, felizmente, simples de se resolver!


Autor: Redator CR BASSO - Categoria: Blog

Entre em contato, tire suas dúvidas ou solicite uma proposta

Preencha o formulário abaixo que nossa equipe comercial fará contato com você.

Reconhecimentos Públicos
Algumas das empresas que confiam na excelência
da CR BASSO para treinar seus colaborades