WhatsApp
(11) 5591-3000 [email protected] WhatsApp CR (11) 99327-5528
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Plano de Desenvolvimento Individual: O que levar em conta?

17 de setembro de 2018
Plano de Desenvolvimento Individual

Sem um bom mapa não se vai a lugar nenhum, certo? O mapa é para uma viagem como o PDI (Plano de Desenvolvimento Individual) é para uma carreira profissional.

Tamanha é sua importância que hoje vamos detalhar o que é este plano e o que se deve levar em conta na hora de construí-lo. Então, não deixe de ler este conteúdo até o final!

O que é PDI – Plano de Desenvolvimento Individual?

O Plano de Desenvolvimento Individual consiste no traçado que você vai percorrer, ou seja, nas etapas para se chegar num objetivo.

É como se você assinasse um compromisso de fazer determinadas coisas para estar melhor preparado e alcançar o que você deseja. É um conjunto de diversas ações estabelecidas em prazos determinados para serem cumpridas.

Lembrando que, como o nome já diz, aqui estamos nos referindo a desenvolvimento pessoal e profissional. Sendo assim, o Plano de Desenvolvimento Individual contribui para que você tenha o foco necessário e caminhe de forma estratégica e programada.

Aproveitando nossa comparação inicial, é como se você estivesse viajando e para chegar no seu destino, contasse com os melhores caminhos, sem atalhos perigosos e desvios que o tirem da rota.

O PDI vem sendo cada vez mais usado nas empresas. Em forma de documento, ele serve para monitorar o desenvolvimento das competências dos colaboradores. É por meio dele que o gestor e os subordinados podem medir a evolução e como vem sendo vencido os degraus da carreira.

Como fazer um PDI eficiente?

Supondo que você vise uma determinada promoção a um cargo no topo da pirâmide da empresa que você trabalha. Você quer ser um diretor. Para isso, deve primeiramente se perguntar em quanto tempo você quer atingir este objetivo. E depois, refletir:

  • Que tipo de projetos devo assumir para chegar lá?
  • Será preciso uma mudança de área, por exemplo?
  • Ou uma transferência para outra unidade?

Sabendo onde quer chegar e em quais prazos, pense nas competências que você já tem e quais ainda precisa desenvolver. Identifique, então, seus pontos fortes e suas oportunidades de melhoria (pontos fracos). Utilizando um instrumento de análise de perfil individual como o coaching assessment você facilita essa tarefa. Invista nos diferenciais que você já tem e planeje as ações para conquistar as competências que te faltam.

Cada uma das ações que você terá que empreender segundo seu Plano de Desenvolvimento Individual pode durar de três meses a um ano. Ás vezes, até mais. Por exemplo, se você tem que se tornar fluente num idioma que nunca estudou, prepare-se para um curso de, no mínimo, três anos.

Já um job rotation pode ser concluído em poucos meses ou semanas. Equilibre prazos, tendo metas para o curto, médio e longo prazos. Isso deixa seu PDI mais viável.

Acompanhe a evolução

Vale destacar, também, que um Plano de Desenvolvimento Individual não é um documento fechado. É bem comum que apareçam desafios no meio do caminho que precisam ser acrescentados.

Afinal, a única certeza dentro de uma empresa são as mudanças. E elas podem trazer novos conceitos, outras necessidades e mais competências. O PDI precisa acompanhar esta evolução.

O plano ajuda o profissional a se motivar, a aumentar sua produtividade e a ter mais energia rumo ao topo da carreira. A execução do Plano de Desenvolvimento Individual e seu acompanhamento podem ser feitos junto com seu gestor ou com algum especialista do RH.

Se você tiver um mentor ou um coach, eles também podem ser úteis.

Como fazer, passo a passo

1. Entenda para onde quer ir

O Plano de Desenvolvimento Individual deve deixar bem claro onde você quer chegar. E isto deve ser pensado levando em conta os interesses da empresa e seus anseios profissionais e pessoais.

Este processo deve considerar todo o seu potencial e seus talentos. E também a maximizar sua capacidade de se desenvolver naquilo que ainda não conhece. Tudo com maior aderência possível aos valores, missão e visão da empresa.

2. Alinhe expectativas de ambos os lados

É fundamental que antes de concluir o PDI, as suas expectativas estejam devidamente alinhadas às da empresa. Faça uma análise da sua situação atual, do estado desejado e como você vai chegar até ele. Isto feito, demonstre para seu gestor para saber a visão dele em relação ao seu Plano.

Os dois lados devem estar na mesma direção. Isto para evitar que você se desenvolva para assumir uma filial em Paris (seu desejo), e seu chefe fique pensando em você para assumir o lugar dele, por exemplo.

3.Elabore um bom plano de ações

O principal aspecto do PDI é o plano de ação. Ele deve ser feito conforme os aperfeiçoamentos e características individuais a serem cumpridos. É ele que vai te transportar do campo das ideias para a concretização das iniciativas que te levarão a alcançar suas metas (o que). O plano de ação define, também, suas estratégias (o como).

Saiba que na hora de traçar seu plano de ação, você terá que sair da zona de conforto. Não fique receoso de colocar em prática o que for necessário para o seu desenvolvimento. Por exemplo: seu objetivo é liderar uma grande equipe.

Comece estudando o tema, avaliando bem as melhores práticas de como fazer isso. Depois, peça para seu chefe que você atue como gestor de uma ou duas pessoas da equipe. E vá seguindo em frente…. Há aspectos da vida profissional que você só vai aprender completamente, fazendo. Alie sempre a prática à teoria, e os resultados virão.

4. Defina metas alcançáveis

O grande desafio de um PDI é equilibrar a ousadia com a realidade. Ou seja, você não deve ficar temeroso e, ao mesmo tempo, deve sair da zona de conforto, como já dissemos.

O ideal é que suas metas sejam alcançáveis e que seu planejamento esteja de acordo com o que é necessário para poder alcançá-las dentro do prazo determinado.

Converse com pessoas que já passaram pelas etapas que você ainda vai percorrer. Faça benchmarking. Isso tudo ajuda a ter os pés no chão e a não se frustrar lá na frente pela inviabilidade das metas.

E então? Está pronto para desenhar e cumprir seu Plano de Desenvolvimento? Ou ficou com alguma dúvida? Conte para a gente nos comentários!


Autor: Redator CR BASSO - Categoria: Blog

Assista o vídeo abaixo e conheça o Inovador Programa de Desenvolvimento de Líderes CR BASSO!

Leadership One - Programa de Líderes
Principais e-books CR

Cursos Recomendados

Programa de Desenvolvimento de Líderes
Curso de Liderança para Supervisores

Fique Atualizado!

Assine nossa newsletter e receba nossos melhores artigos

Entre em contato, tire suas dúvidas ou solicite uma proposta

Preencha o formulário abaixo que nossa equipe comercial fará contato com você.

Reconhecimentos Públicos
Algumas das empresas que confiam na excelência
da CR BASSO para treinar seus colaboradores
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[E-BOOK GRÁTIS]
[E-BOOK GRÁTIS]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[CDATA[*/ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[*/ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[*/function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[*/function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[i]
[i]
[i]
[i]
[i]
[i]
[CONDIÇÃO ESPECIAL]
[CONDIÇÃO ESPECIAL]
[i]
[i]
[CONDIÇÃO ESPECIAL]
[CONDIÇÃO ESPECIAL]
[i]
[i]
[i]
[i]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[CDATA[*/ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[*/ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[i]
[i]
[i]
[i]
[CONDIÇÃO ESPECIAL]
[CONDIÇÃO ESPECIAL]
[i]
[i]
[i]
[i]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[CDATA[*/function read_cookie(a) {var b = a + "=";var c = document.cookie.split(";");for (var d = 0; d < c.length; d++) {var e = c[d]
[i]
[i]
[i]
[i]
[i]
[i]